cavalo arabe koheilan

Porque as raças mudam, Adaptação do artigo de ANDREW H. BRACE "The Reasons Why Breeds Change"


Eu me pergunto quantas vezes nós - como criadores, expositores ou juízes - paramos para pensar como é fácil se acostumar com as mudanças dentro de uma raça? Em alguns casos, essas mudanças podem realmente tornar-se tão enraizado em uma raça que estas são elevados ao nível de características desejadas, embora possam ser bastante diferentes ao padrão da raça. Em geral, é o caso de que tais mudanças começam com cavalos mostrados pelos expositores ou apresentadores bem conhecidos,  que podem muitas vezes definir o ponto de referência que os outros iniciantes na raça irão seguir.

Como as mudanças acontecem? Eles começam com o criador que produz uma geração de potros e chega a idade em que estes serão avaliados. O criador que entende perfeitamente a sua raça, olha para cada potro e analisa o padrão da raça e o que é correto para a raça. Na maioria das raças a "moderação" é uma exigência que é desejável em muitos aspectos, e é a consistência de caracteristicas moderadas ao longo de gerações que contribuirá significativamente para o seu equilíbrio,  harmonia e a impressão de que tudo se encaixa. No entanto, ocasionalmente, haverá um potro que tem algo que  chama a atenção, e, invariavelmente, esse "algo" tende a ser um exagero de algum tipo ou de outro ... pescoço muito longo  ,  uma cabeça exageradamente refinado, lombo muito reto... porém com deficiência em outas características da raça, "e é aqui onde mora o perigo". O criador experiente e conhecedor da raça verá o exagero para o que é e irá descartar o potro . Muitos outros, no entanto, verão que exagero irá chamar a atenção de criadores e juizes iniciantes. E assim o potro é mantido, alimentado, treinado e preparado.

Assim que um cavalo cuja caracteristica diferente  do padrão começa a vencer, a bola rola. Aquele cavalo aparece no certame um sheik árabe se encanta pela sua cabeça paga milhões e outros juízes comentam que é isto que se procura,  falam sobre a suas pernas mais longas que os outros, pescoço longo, movimentação fabulosa, carregamento de cola exagerado ou qualquer outra coisa, mesmo quando estas não sejam atributos específicos da raça. Eles o premiam e outros seguem o exemplo. Então, novos criadores verão este cavalo vencendo e pensam que seria melhor começar a criação de algo parecido. Eles correm para uso desse cavalo, e em questão de anos a caracteristica desviante será buscada na raça apesar  da descrição racial, "que foi mantida por milhares de anos", dizer outra coisa.

Em pouco tempo, logo os juízes chegarão a uma situação em que estão em uma categoria de 6 cavalos - cinco deles são do "novo tipo"  e um o clássico Cavalo Arabe que é completamente correto dentro do padrão oficial da raça. O juiz conhecedor e construtivo vai saber o suficiente sobre a raça para poder dizer com convicção "Este é o correto - os outros estão errados" e julgar em conformidade. No entanto, muitos outros juízes, talvez por falta de conhecimento da raça ou coragem farão a opção mais fácil, irão supor que os cinco devem estar certos, pois eles formam a maioria, e o sexto cavalo fica de fora da premiação.

Isto se observa em muitas raças principalmente em relação ao tamanho. Muitas raças têm, ao longo dos anos tornando-se maiores  ou menores. No entanto, quando algum criador dedicado coloca em pista um individuo que é do tamanho absolutamente correto em termos de padrão da raça é criticado por ser pequeno ou grande. Na verdade, este é o animal de tamanho correto, os outros que estão fora de padrão.

Neste momento o criador dedicado que tem a intenção de manter o padrão racial é simplesmente penalizado nas exposições e começa a ficar, frustrado. Ele sabe o que é o correto, mas expositores e juízes parecem estar indo com o fluxo, e ele fica nadando contra corrente. Eles sente que é inútil mostrar os animais para juízes que simplesmente não entendem as prioridades da raça. Estes são os verdadeiros criadores que deveriam triunfar no certame, para que aqueles que não seguem o modismo poderem ver e apreciar.

Quando os cavalos com falhas graves - normalmente do tipo "atraente" - continuam a ganhar e ser criados, os criadores mais novos não verão nenhuma razão para corrigir e melhorar. Por que deveriam? Estes tipos estão ganhando. Aqueles que possuem os cavalos "modernos" geralmente pode falar por falar, e fornecer argumentos convincentes quanto à evolução natural e melhoria óbvia. Em alguns casos,  pessoas de  poder podem realmente persuadir as associações de raça para mudar o padrão racial para atender estes "novos tipo" ... um crime hediondo. E depois, claro, há o poder da publicidade!

Infelizmente muitas das mudanças da raça a que assistimos são agradáveis ​​aos olhos medianos - mas e dai se um cavalo é muito pescoçudo, pernas muito longa, temperamentos entre o apavorado e o furioso? Ele parece bonito e os juízes gostam!

Qual a função que tem estas novas caracteristicas que buscam?

Uma raça como o Cavalo Árabe que manteve um tipo por milênios, pode ser totalmente modificada em poucas gerações.

Muitos podem dizer  que se não houvesse mudanças nas caracteristicas teríamos só um tipo de cavalo, o cavalo primitivo como o Tarpan, mas não é este o caso, pois os vários tipos de mudanças criaram varias novas raças, e não queremos que o Árabe vire uma nova raça e se quisermos ela não será mais a raça Árabe, poderá ser um Puro sangue Inglês ,um Shaghya, um Welsh Pony, etc…

PURO-SANGUE INGLÊS                                        SHAGHYA

cavalo arabecavalos arabes


CASPIAN HORSE                                                    WELSH PONY

CAVALO ARABEcavalo arabe





 

]
Greca Arabian Stud Haras Greca/El Aduar
Est. da Galinha, 800, Osório,
RS, 95550-000, Brasil
Phone: +55 51 33916020
Cel : +55 51 91865268
Email: cavaloarabe@cavaloarabe.org
Footer-image