Page-content-background

Treinamento de Rédeas

Primeiros passos
 

Rédeas, Inicio

 

As rédeas se dividem em três grupos que são:-

​

  • a- Rédea curta fase em que o animal esta em montaria
  • b- Rédeas fechadas e Rédeas abertas
  • c- Rédea longa... Fase em que o animal esta em charreteamento.

CAVALO ARABERédea longa... É a primeira rédea usada no animal, utilizamos para fazer o charreteamento é uma corda de aproximadamente 5 metros como vimos acima, liga no cabresto hackmore, serve para dar inicio no adestramento e ensinar todos os comandos na pratica para o animal, nesta fase nos não estamos fazendo montaria no animal ainda.​



 

 

CAVALO ARABE DOMARédea curta aberta... É a segunda rédea utilizada no animal, já esse período o animal esta sendo montado através dessa rédea ensinamos todos os movimentos necessários para o animal e todos os comandos de voz na pratica em monta, com o auxilio do martingal, ou seja, serve para dar a postura de cabeça desejada para o condicionamento do animal, essa fase de rédeas abertas poderá chegar até quatro meses isso varia de animal para animal.​

 

 

 

SPIN CAVALORédea curta fechada... É a terceira rédea utilizada no animal, já nesse período o animal esta desenvolvendo todos os exercícios sem auxilio do martingal e o adestrador utilizando apenas uma mão, pois com a outra utiliza o laço para ensinar o animal a laçar no campo ou outro esporte.

 

01- Inicio do treinamento em rédeas.​

  • a- Nos primeiros trabalhos encorajar o potro a mover-se para frente e a ceder seu pescoço. Usando toques leves de pernas e rédeas, direcionar o potro para esquerda e para direita, intercalando as dicas.
  • b- Fazer caminhas a passo e trote pelos pastos, sempre o mantendo alinhado entre as rédeas e pernas. Durante o trote elevado, colocar a mão no pito da ela para evitar interferência do assento, caso haja alteração na movimentação do potro.
  • c- Antes de galopar fazer exercícios a passo e trote, dando-lhe também sentido de direção. Os primeiros passos e trotes em círculos com o nariz para dentro e cedendo as pressões.
  • d- Nesta seqüência podemos observar a movimentação do trote elevado com rédeas soltas, dando-lhe sentido de direção e controlando sua velocidade.
  • e- Nos primeiros flexionamento, movimentar a paleta para o lado direito, com a perna esquerda pressionando as costelas, enquanto a direita abre espaço para que o potro efetue o movimento.
  • f- Para o outro lado o movimento é da direita para esquerda, com a perna direita pressionar as costelas e com a perna esquerda abrir espaço para que o potro efetue o movimento.
  • g- Também temos que fazer flexionamento longitudinal no galope em linha reta e flexionamento em arco-reverso.
  • h-
  • i- Um bom flexionamento de nuca é caminhar para frente e recuar para que encoste a embocadura, mantendo pressão com as pernas, caminhando novamente para frente a fim de aliviar um pouco a pressão então pegar as rédeas e pedir para o cavalo recuar novamente.

02-Círculos.

​

  • a- Um cavalo se move reto quando o seu corpo esta entre as rédeas e pernas, uma mão nas rédeas.
  • b- O cavalo de rédea tem que ter controle de velocidade, para aumentar a velocidade adiantar o tronco e as mãos, para frente, já para diminuir, sentar fundo na sela, relaxando.
  • c- Pressionar o corpo voltando à posição deve-se aumentar e diminuir a velocidade gradualmente.
  • d- Para sair do galope com a mão direita colocar a perna esquerda em contato com o corpo do cavalo e a direita levemente para frente, já para sair na mão esquerda colocar a perna direita em contato com o corpo do cavalo e a esquerda levemente para frente.

03-Recuos.

  • a- Cavalo aprende a recuar assim que encurtar as rédeas, pedir ao cavalo para recuar com as mãos e dirigir seu corpo com as pernas. Um recuo rápido esta diretamente ligado com a suavidade do emboqueijamento e aliviar as rédeas.
  • b- Recuar em linha reta somente com pressão de assento e pernas com as rédeas soltas.



​04-Rollbacks mudanças de direção em 180º graus.

​a- No inicio dos treinos usar o auxilio da cerca, puxar o nariz do potro levemente à direita e eu posterior direito fica pronto para o giro, o inicio do giro é feito com a ajuda da perna puxando a rédea de fora mantendo o assento firme na sela, usando a rédea de indicação e abrindo espaço com a perna direita mantendo a ajuda da rédea esquerda no pescoço simultaneamente para continuar os giros.

  • b- O cavalo devera estar flexível e seguindo o seu nariz à esquerda e direita quando se inicia nos rollbacks e spins.
  • c- Para ajudar nos primeiros rollbacks longe de cerca, procurar recuar um ou dois passos antes de efetuar o giro, facilitando assim o posicionamento dos posteriores, fazendo com que o cavalo aprenda a usá-los de forma correta.

05-Spins giros de 360º graus.

​a- Iniciar os treinos somente quando sentir que o cavalo esta bem flexionado equilibrado, respondendo aos comandos de rédeas e pernas adequadamente.

  • b- É importante que o cavalo recue bem, faça bons rollbacks, boa posição do corpo facilitando assim o trabalho e tornando-o mais eficiente.
  • c- Nunca gire o cavalo, indique e deixe girar por si mesmo, se o cavalo não estiver preparado não adianta insistir, pois somente o deixara nervoso e sem resultados posivitos.
  • d- Ao passo faça vários círculos grandes à direita, pare e gire a direita, pare e de uma pausa, caminhe vários círculos grandes à esquerda, pare e gire a esquerda, pare de uma pausa e saia do circulo.
  • e- Ao passo em linha reta gire a esquerda logo após siga em linha reta outro giro para direita e siga reto um giro a esquerda e assim por diante em seqüências.
  • f- Após dois, três, giros de cada lado de uma pausa, estes exercícios ajudam o cavalo adquirir mais equilíbrio.
  • g- O passo em linha reta gire a esquerda, siga reto, outro giro a esquerda, siga reto novamente outro giro a esquerda.
  • h- Contorne a pista de uma pausa e faça os mesmo exercícios no lado direito.
  • i- O passo em linha reta gire a direita, siga reto, outro giro a direita, siga reto novamente outro giro a direita.

06-Esbarros

Arabe Esbarrandoa- O cavalo tem que parar com precisão em linha reta e posicionando seus posteriores embaixo do seu corpo. Pode-se notar sua musculatura traseira e seus jarretes próximos ao chão, onde trava os seus posteriores e mantém sua frente em movimento.

  • b- Desenvolver um perfeito esbarro, normalmente leva cerca de 1 ano com curtas simples lições praticas dia após dia, sendo a única maneira do cavalo aprender a esbarrar corretamente, ou seja, um esbarro perfeito.
  • c- O Rundown é uma das mais importantes partes para esbarro, pois se pode sentir se o cavalo esta galopando reto.
  • d- Se o cavalo esta puxando para direita ou para esquerda não estará na posição correta para um esbarro perfeito. Deve-se posiciona-lo corretamente antes da parada, porem corrigindo-o sem alterar o ritmo do galope.
  • e- Deve-se de ter muita atenção quando acrescentar velocidade para o esbarro, pois pode perder sinais tais como suavidade, alinhamento e equilíbrio, devido à excitação de ir rápido e a aproximação do esbarro.
  • f- Se o cavalo puxar para esquerda encurtar a rédea direita e pressionar e pressionar com a perna a paleta para o lado direito, continuar galopando com o seu lado posicionado, porém num galope controlado e não rápido, nesta posição dizer WHOA e mantendo-me posicionado por alguns segundos.

​07- Troca de mão.

a- Antes de ensinar as trocas de mãos, flexionar o cavalo em linha reta, posicionando suavemente seu focinho para fora, levantando sua paleta, após as trocas de mãos o potro deve coninuar no mesmo ritmo.

  • b- Entre os círculos as trocas de mãos deverão ser feitas em linha reta e no centro.
  • c- Um cavalo que posiciona seus posteriores embaixo do seu corpo normalmente achara fácil trocar de mãos.

Hoje, pode-se assegurar que é o maior dentre as modalidades westerns. Movimenta cerca de R$ 400 mil por mês entre inscrições e premiações, atraindo também um público bastante numeroso.

Os tambores são distribuídos de forma triangular, com distância mínima de quatro metros um do outro. Autorizado à largada pelo juiz, o conjunto parte em direção ao primeiro tambor, contornando-o numa volta de 360º, segue em direção ao segundo tambor, contorna-o pela direita na mesma manobra, indo para o terceiro tambor, onde mais uma vez repete a volta de 360º à direita, para disparar, em seguida, rumo à linha de chegada, ponto inicial de partida. Cada tambor derrubado penaliza o competidor em cinco segundos acrescidos ao tempo final.

 
 

Share This

]
Mulawa Arabian Stud Mulawa Arabian Stud
61-65 Bay Road, Berrilee,
NSW, 2159, Australia
Phone: +61 2 9655 1578
Fax : +61 2 9655 1521
Email:
Footer-image